1101: 30.Nov.2019

 

Fim de tarde em Lisboa

Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Novembro 2019

 

Moon: 19.0%

Waxing Crescent

Current Time: 30 de Nov de 2019, 19:47:09
Moon Direction: 230,28° SW
Moon Altitude: 9,75°
Moon Distance: 392.938 km
Next Full Moon: 12 de Dez de 2019 5:12
Next New Moon: 26 de Dez de 2019 5:13
Next Moonset: Today 20:54

Stellarium

 

1100: 29.Nov.2019

 

Tarde em Lisboa

Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Novembro 2019

 

Moon: 10.9%

Waxing Crescent

Current Time: 29 de Nov de 2019, 17:11:29
Moon Direction: 209,67° SSW
Moon Altitude: 21,22°
Moon Distance: 387.421 km
Next Full Moon: 12 de Dez de 2019 5:12
Next New Moon: 26 de Dez de 2019 5:13
Next Moonset: Today 19:57

 

Celestron OMNI ocular 6mm 1,25″

 

Deve chegar hoje esta ocular, uma das que ainda não tinha na colecção.

Características:

Multi-revestimento em todas as lentes – que promete um bom contraste imagem clara.

Boa qualidade óptica – para a maior nitidez possível em todo o campo de visão. Cantos das lentes pintados de preto – para mais contraste em objectos luminosos. Conchas oculares de borracha – protegem da luz dispersa lateral – também ideal para quem usa óculos. Distância lente-olho agradável – mesmo nas oculares de curta distância focal.

Áreas de uso

As oculares Plössl não causam aberrações cromáticas devido às suas quatro lentes. Alguns telescópios simples vem acompanhados de oculares com três ou até mesmo só duas lentes que com frequência apresentam aberrações cromáticas consideráveis e perda de contraste. Oculares Plössl são muito versáteis, elas são muito apropriadas para todos os tipos de observações astronómicas e também terrestres.

Especificações:

Capacidade

Distância focal (mm) 6
Distância do olho (mm) 5
Campo de visão próprio (°) 52
Número de lentes 4
Número de grupos 2
Conexão (lado do telescópio) 1,25″
Revestimento da óptica múltiplo

Especialidades

Rosca para filtro sim
Carga de gás inerte não

Geral

Série OMNI
Tipo Ocular
Tipo de construção Plössl

 

1098: O céu nocturno de Dezembro em 2019

Todos os planetas visíveis a olho nu podem ser observados no céu nocturno de Dezembro de 2019

Mercúrio será visível ao amanhecer até dia 26 na constelação de Balança , movendo-se para a constelação de Escorpião, e por fim passando para a constelação de Ofiúco. Encontra-se na direcção Sudeste. A sua magnitude no inicio do mês varia de -0,5 a -0,9. Consulte aqui toda a informação sobre a “Observação de Mercúrio” e sobre a “Visibilidade de Mercúrio em 2019”.

Vénus será visível ao anoitecer na constelação de Sagitário, movendo-se para a constelação de Capricórnio. No dia 11, Vénus estará a 1,8°S de Saturno pelas 05 horas. Encontra-se na direcção Sudoeste. A sua magnitude ao longo do mês varia de -3,7 a -3,8.

Marte será visível ao amanhecer na constelação de Balança, a sua tonalidade avermelhada auxiliará a sua identificação. No dia 23, Marte estará a 4°S da Lua pelas 02 horas. Encontra-se na direcção Sudeste. A sua magnitude ao longo do mês varia de 1,7 a 1,6.

Júpiter será visível ao anoitecer na constelação de Sagitário até dia 17. No dia 27, Júpiter estará em conjunção com o sol pelas 18 horas. Encontra-se na direcção Sudoeste. A sua magnitude ao longo do mês é de -1,8.

Saturno será visível ao anoitecer na constelação de Sagitário. Encontra-se na direcção Sudoeste. A sua magnitude ao longo do mês é de 0,6.

Fig. 1 – Céu visível às 17:30 horas do dia 1 de Dezembro em Lisboa mostrando os planetas Júpiter, Saturno e Vénus.

Fig. 2 – Céu visível às 06:00 horas do dia 1 de Dezembro em Lisboa mostrando os planetas Marte e Mercúrio.

Tabela do nascimento, passagem meridiana e ocaso dos planetas.

Úrano e Neptuno também visíveis no céu nocturno de Dezembro

Úrano, estará visível na constelação de Peixes e Neptuno estará visível na constelação de Aquário, onde permanecerá durante todo o resto do ano. Os planetas Úrano e Neptuno terão de ser observados com telescópio, já que nunca são visíveis à vista desarmada.

Para obter mais informação sobre a “Visibilidade dos Planetas” consulte no nosso site a página Almanaques/Dados de 2019/ Visibilidade dos Planetas em 2019 e consulte também a tabela Nascimento, Passagem Meridiana e Ocaso dos planetas (Lisboa).

A chuva de meteoros das Táuridas do Norte, das Gemínidas e das Úrsidas em Dezembro.

Este mês a Terra cruza a órbita do Asteroide Faetonte e são os “detritos” deixados por este asteróide os responsáveis pelo enxame de meteoros que decorre anualmente entre 4 e 17 de Dezembro: o enxame das Gemínidas. O nome deste enxame resulta dos traços das suas estrelas cadentes nos parecerem sair dum ponto da constelação dos Gémeos (o radiante).
A observação do pico das Gemínidas ocorre no dia 14, com o número bastante elevado de 140 meteoros por hora. No dia 12 a lua estará em fase de Lua Cheia, assim não haverá boas condições de observação para a chuva de meteoros das Gemínidas.

Ainda teremos a continuação da actividade da chuva de meteoros das Táuridas do Norte que termina a 10 de Dezembro. A sua actividade máxima no mês passado foi de apenas 5 meteoros / hora e são meteoros muito lentos. Contudo é frequente o aparecimento de bólides (bolas de fogo) nesta chuva de meteoros.

A Terra também cruza a órbita do Cometa Tuttle e são os seus restos responsáveis pela chuva de meteoros das Úrsidas, que decorre anualmente entre 17 e 26 de Dezembro. As previsões mostram que o dia 23 de Dezembro, é o pico de intensidade máxima desta chuva, que tem início por volta das 03 horas. O número de estrelas cadentes observado não é muito elevado, apenas de 10 meteoros por hora. O nome deste enxame resulta dos traços das suas estrelas cadentes nos parecerem sair dum ponto da constelação da Ursa Menor (o radiante). O radiante das Úrsidas é circumpolar na maioria dos locais do hemisfério norte, como é o caso em Portugal. A lua estará muito próxima da fase de Lua Nova, melhorando um pouco as condições de observação.

Os apaixonados por este tipo de fenómenos, e os curiosos em geral, poderão nas próximas noites perder algumas horas de sono para apreciar este belo espectáculo. Para as observar aconselhamos evitar noites nubladas, a poluição luminosa das grandes cidades e procurar um horizonte desimpedido.

Fig. 3 – (figura do IMO) mostra o radiante da chuva de meteoros das Úrsidas de Dezembro (na constelação da Ursa Menor).

Tabela com a informação sobre as chuvas de meteoros das Táuridas do Norte, das Gemínidas e das Úrsidas

Para obter mais informação sobre “Enxames de meteoroides”, e também um a pequena informação sobre a história deste enxame, consulte no nosso site a página Enxames de Meteoroides.

Fases da Lua em Dezembro

Como é bem conhecido, as fases da lua são determinadas pelas posições relativas do sistema sol-lua-terra. À medida que a Lua se move à volta da Terra, ambos os astros progridem à volta do sol, ocorrendo todos os meses Lua Cheia quando há um alinhamento do tipo Sol–Terra–Lua. A Lua Nova ocorre quando há um alinhamento do tipo Sol–Lua–Terra e nas posições intermédias ocorrem o Quarto Crescente e Quarto Minguante. O período que a Lua demora para passar pela mesma fase é de 29,5 dias, conhecido como mês sinódico (ou uma lunação).

Fig. 4 – A órbita lunar com excentricidade aproximada, para mostrar o conceito.

Para obter mais informação sobre as “Fases da Lua” consulte no nosso site a página Almanaques/Dados de 2019/ Fases da Lua e consulte também a tabela Nascimento, e Ocaso da Lua (Lisboa)

A órbita lunar em Dezembro

A órbita da Lua é aproximadamente uma elipse de excentricidade média 5,5%. A lua demora 27,3 dias a completar a translação (um mês lunar). A órbita elíptica faz com que a Lua ora esteja mais perto, ora mais longe da Terra. O ponto orbital mais próximo da Terra é denominado Perigeu e o ponto mais afastado chama-se Apogeu. A distância média Terra-Lua é <dTL>= 384.400 km. A tabela abaixo indica os instantes do apogeu e perigeu lunar com a distância da Terra à Lua em unidades de RT (Raio Terrestre).

Fig. 5 – A órbita lunar com excentricidade muito exagerada, para mostrar o conceito.

Tabela com a informação sobre o Apogeu e Perigeu lunar

OAL – Observatório Astronómico de Lisboa
29 Nov 2019

 

1097: 28.Nov.2019

 

Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Novembro 2019

 

Moon: 7.1%

Waxing Crescent

Current Time: 29 de Nov de 2019, 1:50:33
Moon Direction: 323,73° NW
Moon Altitude: -71,71°
Moon Distance: 384.128 km
Next Full Moon: 12 de Dez de 2019 5:12
Next New Moon: 26 de Dez de 2019 5:13
Next Moonrise: Today 10:17

 

1096: 27.Nov.2019

 

Fim de tarde muito incerto quanto ao céu. Estava assim mas já mudou completamente para pior.

Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Novembro 2019

 

Moon: 1.8%

Waxing Crescent

Current Time: 27 de Nov de 2019, 18:33:20
Moon Direction: 245,06° WSW
Moon Altitude: -4,26°
Moon Distance: 377.690 km
Next Full Moon: 12 de Dez de 2019 5:12
Next New Moon: 26 de Dez de 2019 5:13
Next Moonrise: Tomorrow 9:19

 

1095: 26.Nov.2019

 

Estou a ficar cansado, desanimado, frustrado por constatar que embora o trabalho desenvolvido em TODOS os meus blogues, não merece um simples comentário, uma informação, nada, absolutamente nada, ao contrário de outros blogers que têm dezenas, senão centenas de comentários… Sou eu que estou errado? Os meus blogues têm visitas consideráveis com as quais me congratulo mas o feedback é igual a zero. Estou mesmo a pensar terminar esta actividade no final do ano e dedicar-me a outras áreas.

Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Novembro 2019

 

Moon: 0.2%

New Moon

Current Time: 26 de Nov de 2019, 18:53:26
Moon Direction: 258,05° WSW
Moon Altitude: -16,04°
Moon Distance: 373.485 km
Next Full Moon: 12 de Dez de 2019 5:12
Next New Moon: 26 de Dez de 2019 5:13
Next Moonrise: Tomorrow 8:14

 







 

1094: Banda espiral para cabos

 
Chegou hoje a banda espiral para organizar os cabos do Skywatcher Enhanced Dual-Axis Motor Drive for EQ3-2 Mount e seguem as imagens como ficaram os cabos depois de recolhidos na banda espiral.

Esta tarefa fez-me regressar aos velhos tempos em que o modding informático estava na berra – e eu fui pioneiro nessa arte de transformar as caixas dos PC’s e também pioneiro na refrigeração líquida dos componentes do PC (watercooling), onde os blocos de refrigeração se montavam no CPU, no GPU (placa gráfica) e no chipset da board. E para organizar os cabos, existia na altura, esta banda espiral que dava um aspecto “arrumadinho” dentro da caixa e também ajudava na circulação do ar das ventoinhas.








 




 

1093: 25.Nov.2019

 
25112019@14:27
Lisboa, nesta altura, tem o céu assim:

A madrugada de hoje foi de chuva, sem hipóteses de vislumbrar o calhau.

Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Novembro 2019

 

Moon: 1.5%

Waning Crescent

Current Time: 25 de Nov de 2019, 15:04:29
Moon Direction: 234,27° SW
Moon Altitude: 17,03°
Moon Distance: 369705 km
Next New Moon: 26 de Nov de 201915:05
Next Full Moon: 12 de Dez de 20195:12
Next Moonset: Today16:49




 





 

1092: 24-25.Nov.2019

 

Embora os mapas estejam “aliviados” da realidade, o facto é que na minha zona está a chover, não a cântaros mas aquela chuva a que chamamos “molha parvos”…

Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Novembro 2019

 

Moon: 4.6%

Waning Crescent

Current Time: 24 de Nov de 2019, 20:12:24
Moon Direction: 297,69° WNW
Moon Altitude: -44,82°
Moon Distance: 367.994 km
Next New Moon: 26 de Nov de 2019 15:05
Next Full Moon: 12 de Dez de 2019 5:12
Next Moonrise: Tomorrow 5:54