1090: Magnetic Declination Estimated Value

 
Uma informação que pode interessar a alguns.
https://www.ngdc.noaa.gov/geomag/calculators/magcalc.shtml

Declination is calculated using the most recent World Magnetic Model (WMM) or the International Geomagnetic Reference Field (IGRF) model. For 1590 to 1900 the calculator is based on the gufm1 model. A smooth transition from gufm1 to IGRF was imposed from 1890 to 1900.

The Enhanced Magnetic Model (EMM) is a research model compiled from satellite, marine, aeromagnetic and ground magnetic surveys which attempts to include crustal variations in the magnetic field too fine to appear in the World Magnetic Model.

Declination results are typically accurate to 30 minutes of arc, but environmental factors can cause magnetic field disturbances. The calculator provides an easy way for you to get results in HTML, XML, CSV, or JSON programmatically (API). For more information click the information button above.


Declinação magnética

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Declinação magnética é a inconstância que ocorre entre as marcações da bússola e a geográfica definido pela posição astronómica.

Magnetic declination.svg

Declinação magnética é a diferença “em graus” apontado pelo norte magnético terreno e o norte geográfico, determinado pelo eixo de rotação do planeta, que não tem obrigação de coincidir com a atracção magnética.

Como convenção ficou decidido que, comparando o desvio com os pontos cardeais o ângulo formado para à direita do norte (leste) seria positivo ou para a esquerda (oeste) negativo ; que existe em função do magnetismo terrestre, criado ou surgido pelo eletromagnetismo terrestre gerado pelo atrito do movimento de rotação terrestre; e cujos pólos nem sempre coincidem com os polos geográficos.

Pensa-se que tenham sido os viquingues ou os portugueses a descobrir este fenómeno durante as suas viagens pelas costas de África, há também quem defenda que tenha sido Cristóvão Colombo, contudo foram os chineses os primeiros a perceber a utilidade da agulha magnética durante os nevoeiros e que embora não houvesse a necessidade de apontar para o norte verdadeiro, o rumo da agulha era usado para evitar navegar em círculos e desse modo atravessar os nevoeiros. Já naquela época fora percebido o desvio que era então referido como nordestear ou noroestear, consoante o desvio ocorresse para leste ou para oeste.