1078: Digiscoping

 

É pena que não existam autores de artigos e vídeos sobre astronomia ou astro-fotografia em língua portuguesa porque o que existe na Net são maioritariamente ingleses, espanhóis ou brasileiros, línguas que nem todos percebem (os brasileiros legendam as nossas telenovelas) e tornam-se inacessíveis a quem esta matéria interessa.

Não sou nenhum especialista em matéria de astronomia ou de astro-fotografia mas de fotografia clássica/digital já não digo o mesmo porque tenho profundos conhecimentos e prática de fotografia de reportagem (várias áreas), técnicas de laboratório fotográfico a P/B, cores e diapositivos, fotografia de estúdio e disciplinas adjacentes.

Hoje, dedico o tema ao Digiscoping que também já experimentei e que não dá tanto resultado como acoplarmos directamente a DSLR ao tubo óptico com os respectivos anéis adaptadores e tubos extensores, mas para quem não tem uma DSLR e apenas possui uma compacta (tenho várias – Canon, Samsung, Lumix. Pentax -, por isso a minha curiosidade por este tipo de captação de imagem), tendo chegado a adquirir o suporte para digiscoping da Baader Planetarium referido nas imagens seguintes.

Descrição: Digiscoping é um neologismo para a actividade de usar uma câmara digital para gravar imagens distantes, acoplando-a a um telescópio ou a uma luneta. 

… e quando nada mais funciona …

por exemplo quando você quiser usar sua câmara digital sem nenhuma rosca na objectiva para fotografia de projecção afocal, então recorra simplesmente ao Microstage II da Baader – que resolve todos os problemas de adaptação!

Ele pode ser acoplado a todas as oculares com diâmetros entre 29mm e 62mm. No Microstage II podem ser montadas câmaras de até 1 kg. Aí se apresenta um palco ajustável semelhante à placa em cruz de um microscópio, assim podemos posicionar o eixo óptico de qualquer câmara digital pequena centrado atrás da ocular.

Apesar da construção maciça ele só pesa 290gr. e pode ser guardado após recolhido às dimensões de 175x120x26mm em qualquer maleta de acessórios.

Além disso o Microstage II pode ser dobrado da posição atrás da ocular, para por exemplo focar o telescópio visualmente. Ao mover de volta o Microstage II se trava na posição anterior.

Com o MicroStage II da Baader o problema de obscurecimento das bordas em projecção por ocular se torna coisa do passado. Finalmente você pode usar oculares de pupilas de saída grandes o suficiente com sua câmara digital. Assim é possível fazer fotos que preenchem o formato integral – da superfície da Lua, por exemplo – sem os perturbantes cantos escuros.

Nosso comentário experiente (Astroshop.pt):

Para a conexão de câmaras digitais com lente fixa a telescópicos, existem inúmeras soluções. – Boas e más. –

A opção mais flexível é a MicroStage II

Os melhores resultados são obtidos quando a saída da lente ocular utilizada é tão grande quanto possível. Com os MicroStage oculares de 2 polegadas também podem ser usadas​​! O suporte é uma construção cuidadosa e surpreendentemente resistente. Em muitos outros adaptadores, só existe a opção de ver ou tirar fotos. A posição da distância da câmara precisa ser sempre reajustada. Não é assim com o MicroStage II – você tem uma armação que permite que a câmara seja afastada para o lado para uma observação visual, em seguida, retornar com precisão à posição anterior de fotografar. O MicroStage II não só funciona em todos os telescópios com oculares de 1,25 e 2 polegadas, mas também em todas as lunetas e muitos binóculos.

[slideshow_deploy id=’11585′]



 

518: Adaptador de câmara digital Baader Clickstop Microstage II

 
(EM ACTUALIZAÇÃO)

Adaptador de câmara digital Baader Clickstop Microstage II

Chegou hoje (12/07) a seguir ao almoço, serviço ultra-rápido da Valkanic de Barcelona em pouco mais de 24 horas (pedido feito e pago em 11 de Julho de 2018 12:09, chegado a 12 de Julho 15:00 horas).

Já fiz uma sessão de testes rápidos com o refractor Skywatcher ∅80/400mm e uma das câmaras compactas que possuo, uma Samsung WB35F, que captou imagens e fez um pequeno vídeo através de uma ocular Vixen 25mm e o adaptador da Baader. Por agora, ficam as imagens da instalação, mais logo, editarei o vídeo e as imagens efectuadas com a Samsung.








Actualização em 12072018:

Em ordem à configuração deste adaptador e de acordo com as imagens acima, fiz um pequeno vídeo e uma foto de um assunto muito próximo, por isso e como utilizei o refractor SW ∅80/400mm, não dá para visualizar profundidade de campo. Amanhã, com mais vagar, testarei de novo do outro lado do prédio, com uma mais ampla visão.

Para primeira análise, não me decepcionou e não dei por mal empregue o pequeno investimento efectuado embora com as câmaras capte com maior qualidade, mas eu gosto de testar o que não conheço ou que nunca trabalhei.

Mais tarde, farei testes complementares com o refractor Bresser-Messier AR ∅102/1000mm e o catadióptrico SW Maksutov ∅127/1500mm.

Fica a imagem e o vídeo:


 

Actualização em 13072018:

Do outro lado do prédio e com um horizonte mais amplo, fiz novo teste com o adaptador, o refractor SW ∅80/400mm e a câmara Panasonic Lumix DMC-TZ57. Falta ainda fazer uns ajustes às articulações do adaptador (são 4).

E o resultado foi este:


O edifício da imagem encontra-se a esta distância do meu ponto de observação (assinalado com a seta):

Os próximos testes serão com o Maksutov ∅127 e o Bresser ∅102 mas quando a Lua aparecer (se o céu e as nuvens deixarem..)



[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[powr-hit-counter id=c8c104e9_1531417546283]

See also Blog

513: Adaptador de câmara digital Baader Clickstop Microstage II

 
Ver testes AQUI

Embora esteja no “período do defeso” dado que a Lua está “escondida” (Lua Nova), e o tempo continua instável (calor mas céu com nuvens), já há uns tempos que andava para comprar este adaptador para fazer umas experiência de Digiscopy(¹) não só com as câmaras DSLR, como com as bridge e as compactas (tenho várias). Depois de consultar preços nos vários fornecedores, considerando os portes de envio, o mais barato que encontrei, para modelo idêntico, foi na Valkanic (Barcelona).

(¹) Digiscoping é um método de fotografar utilizando uma câmara digital reflexa ou compacta, com o auxílio de um telescópio ou, menos frequentemente, um binóculo.

A projecção afocal é um método de astro-fotografia no qual as fotografias são tiradas segurando ou montando a câmara sobre a ocular do telescópio, ficando a câmara no lugar do olho. Este é o método mais comum associado ao digiscoping.

Vantagens

  • Baixo custo — Podem ser obtidos resultados razoáveis ou mesmo bons utilizando câmaras digitais (ou mesmo antigas webcams), tornando desnecessário o uso de grandes e dispendiosas tele-objectivas. Não sendo necessário usar tele-objectivas, permite aos utilizadores mudar de câmara, adquirindo uma melhor de uma marca diferente, dado que o telescópio é adaptável a uma muito mais vasta gama de câmaras do que as tele-objectivas.
  • Compacto — Para observadores de aves e da natureza que já transportem um telescópio, o volume e peso de um adaptador e de uma pequena câmara digital é praticamente insignificante.
  • Amplificação extremamente eficaz— É obtida uma amplificação muito eficaz, frequentemente superior à disponível para qualquer tele-objectiva comum. São comuns distâncias focais equivalentes a 2000 mm e superiores numa câmara de película de 35 mm.
  • Ausência de vibração da câmara — A utilização de uma câmara compacta tem vantagem sobre a câmara reflex por não estar sujeita à vibração e ruído provocados pela deslocação do espelho reflexo.
  • Pré e pós visualização — as câmaras digitais permitem uma pré visualização no monitor LCD ao fazer o enquadramento e focagem, e a visualização da foto tirada. O utilizador pode apagar e tornar a tirar a fotografia se não ficar satisfeito com a tentativa anterior.
  • Formato de imagem digital — as imagens são capturadas já em formato digital, podendo ser facilmente processadas conforme for necessário utilizando software de edição de imagem digital .
  • Focagem automática — Frequentemente a focagem automática por detecção de contraste pela câmara continua a funcionar, sendo útil para a focagem precisa da imagem.

Para os melhores resultados é essencial que o eixo óptico da câmara e do telescópio estejam alinhados. A distância entre a objectiva da câmara e a ocular do telescópio é também muito importante e é ajustada por tentativa e erro. Originalmente, o acoplamento da câmara ao telescópio dependia essencialmente da habilidade do fotógrafo, mas hoje em dia existem diversos adaptadores disponíveis. A qualidade do telescópio e do visor é um factor fundamental. Os telescópios que usam objectivas com elementos refractivos especiais, com superfícies tratadas a flúor, reduzem a aberração cromática que é especialmente notável na fotografia. O olho humano tem a capacidade de compensar esta aberração, porém tal não acontece na fotografia.

Claro que para utilizar câmaras bridges e compactas neste método, é essencial possuir um adaptador que fixe a câmara à ocular dado que nestes modelos de câmara não existe a possibilidade de instalar-se um anel T que é colocado na câmara (retirando a objectiva) e que depois irá ser inserido no tubo óptico directamente, através de uma diagonal ou em modo de foto por projecção que é adaptar o anel T à ocular, fazendo desta a “objectiva” da câmara. Tenho uma destas oculares, uma GSO CPL de 42mm 2″ de campo amplo e com um extensor variável. Excelente para certo tipo de captações lunares.


 

Mas nem todas as oculares possuem a rosca para adaptar ao anel T, por isso há que ter um adaptador para fotografia com projecção de ocular onde a ocular é inserida.

Mas voltando ao adaptador para câmaras, o que mandei vir foi este modelo da Baader Planetarium:









Pelas imagens acima, pode notar-se a versatilidade deste acessório para Digiscoping que tanto serve para câmaras compactas, como bridges, como DSLR’s e utilizada quer em telescópios, quer mesmo com prismáticos (binóculos ou óculos).

Espero que chegue até sexta-feira próxima porque se não existir Lua, farei testes terrestres.



[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[powr-hit-counter id=2cc3d84f_1531310185479]

See also Blog