1344: 29.Out.2020@20:30

Lisbon, Portugal
Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Outubro 2020

 

Moon: 97.2%

Waxing Gibbous

Current Time: 29 de Out de 2020, 21:01:56
Moon Direction: 131,34° SE
Moon Altitude: 42,33°
Moon Distance: 406.116 km
Next Full Moon: 31 de Out de 2020, 14:49
Next New Moon: 15 de Nov de 2020, 5:07
Next Moonset: Tomorrow, 5:44

Stellarium

Stellarium

29102020@20:30

Hoje, Marte estava visível a olho nu, junto à Lua. Esta fase lunar é péssima para fotografar dado que ao reflectir a luz do Sol, as crateras perdem o seu relevo e fica quase um disco branco. Utilizando filtros especiais, ainda se pode atenuar essa condição, mas não é a fase ideal para fotografar a Lua.

1330: Este mês é o melhor dos últimos 14 anos para vermos Marte da Terra

CIÊNCIA/ASTRONOMIA

O Homem quer pisar solo de Marte dentro de poucos anos. Contudo, para já, enviamos sondas e naves até ao planeta e vamos aproveitando para o olhar da Terra. Como tal, o planeta vermelho será o protagonista dos céus de Outubro.

Há vários eventos que vão marcar este mês no que toca à observação de Marte.

Marte está em destaque neste mês de Outubro

Este fim de semana Marte está, em conjunto com a Lua, também muito brilhante, porque passou pela lua cheia no dia 1. Já no dia 2, Marte aproximou graduadamente da Lua até ficar visualmente muito próximo dela.

Portanto, nestes dias, a sua proximidade, a sua orientação e a sua iluminação farão com que Marte esteja em óptimas condições para o podermos observar daqui, condições que não são tão boas há 14 anos.

O planeta vermelho aparecerá no céu no leste após o pôr do sol. Posteriormente atingirá a sua elevação máxima cerca de 45 graus acima do horizonte, já ao amanhecer, quando passar pelo meridiano.

Dia 6 o planeta estará “mais perto”

Se Vénus é considerado o planeta gémeo da Terra, Marte é o irmão mais novo do nosso planeta. Este é um planeta rochoso com atmosfera. O dia marciano é semelhante ao da Terra, mas o diâmetro do planeta vermelho é aproximadamente metade do nosso.

Com o passar dos dias, Marte está a aproximar-se progressivamente da Terra. No dia 6, estará a “apenas” 62 milhões de quilómetros de distância. A sua proximidade e a iluminação quase frontal pela luz solar fazem com que o seu lindo brilho laranja-avermelhado supere o do gigante Júpiter, que também é observável nestas noites, a oeste de Marte.

Dia 13: o alinhamento da estrela com os planetas e a oposição

Na terça-feira, 13, o Sol, a Terra e Marte estarão perfeitamente alinhados. Visto da Terra, Marte aparecerá numa posição completamente oposta à do Sol. É por isso que os astrónomos dizem que este está em ‘oposição’.

Os dias em torno da oposição são, sem dúvida, os mais propícios para a observação do planeta vermelho, pois a iluminação é totalmente frontal: todo o disco marciano é iluminado pela luz solar.

Tendo o Sol como ponto de partida, Marte está localizado 1,5 vezes mais longe do que a Terra da estrela. Assim, o planeta vermelho leva 1,88 vezes mais do que o nosso planeta para completar uma volta do Sol.

Como consequência de tudo isso, as oposições de Marte ocorrem a cada 2 anos e 47 dias. Durante a última competição, que ocorreu em 27 de Julho de 2018, também desfrutamos de um belo eclipse lunar total. A próxima oposição ocorrerá em 8 de Dezembro de 2022.

Como a órbita de Marte é mais elíptica do que a da Terra, isso leva a que nem todas as oposições marcianas sejam idênticas. Como tal, a distância entre os dois planetas varia ligeiramente de uma oposição para outra.

Por exemplo, em 2018, Marte estava a 57,6 milhões de quilómetros de distância, enquanto este ano, como já dissemos, Marte estará mais longe, a cerca de 62,2 milhões de quilómetros no dia 13.

No entanto, em Julho de 2018, Marte permaneceu relativamente baixo, acima do horizonte, e as camadas inferiores da atmosfera, mais turbulentas, estavam no caminho da observação.

Este ano, Marte culmina numa altitude muito mais elevada, a cerca de 50 graus visto da Península, a atmosfera não irá perturbar tanto e as condições para a sua observação serão muito melhores.

Marte a olho nu

A olho nu, o brilho de Marte será esplêndido, mas para observar os detalhes da sua superfície é necessário usar um telescópio de pelo menos 100x de ampliação. Mesmo com o telescópio, a imagem ainda parece pequena e as calotas polares esbranquiçadas, por exemplo, são muito difíceis de ver. No entanto, é possível ver as grandes manchas escuras chamadas ‘mares’, vastas planícies arenosas onde abunda o óxido de ferro.

Outra curiosidade prende-se com a cor avermelhada do planeta. Tal como acontece com o nosso sangue, é o ferro que dá a cor avermelhada à superfície do planeta.

Um dia no planeta demora 24 horas e 37 minutos. Durante esta jornada, poderão os astrónomos ver a superfície mais clara, a não ser que, como aconteceu em 2018, as tempestades de areia deixem a superfície de Marte completamente isolada durante semanas.

Felizmente, as previsões meteorológicas para o planeta vermelho são muito mais favoráveis ​​este ano, já que não são esperadas grandes tempestades.

Autor: Vítor M.
04 Out 2020

 

1327: Marte à distância mínima da Terra (06/10/2020)

No dia 6 de Outubro, Marte estará muito perto de nós, a apenas a 62,1 milhões de quilómetros da Terra.

No período da tarde, mais precisamente às 15h15min (em Portugal continental), Marte estará à distância mínima da Terra. A esta hora não será possível observar Marte, pois nesse preciso momento estará abaixo do horizonte. Marte nasce às 19h43min no início da noite, e põe-se de manhã no dia 7 às 08h24min. Observar-se-á Marte durante toda a noite como um objecto brilhante avermelhado!

O planeta Marte estará mais próximo da Terra e, por isso mesmo, mais brilhante. Este fenómeno acontece de 26 em 26 meses, sempre que a Terra ultrapassa Marte no seu movimento de translação em torno do Sol (o nosso planeta é mais rápido neste movimento).

No entanto a distância mínima atingida em cada órbita não é sempre igual, devido à excentricidade das órbitas, às inclinações dos planos orbitais e às alterações provocadas por forças de maré. Por isso, a maior aproximação será a de 2035!

A distância entre a Terra e Marte varia muito ao longo do ano, provocando grandes alterações no diâmetro aparente e brilho de Marte. Na Figura abaixo vemos os tamanhos relativos entre o diâmetro aparente de Marte actualmente e o que apresentava em Julho quando estava um pouco mais distante na sua órbita. Como se vê o diâmetro aparente era nessa altura 2 vezes menores do que hoje. O caso extremo é quando Marte se encontra no ponto mais distante da sua órbita, do outro lado do Sol. Vemos também na figura que nessa altura o seu tamanho é 7 vezes menor do que o de agora. No entanto essa situação não é observável, pois estando do outro lado do Sol, Marte só está acima do horizonte durante o dia.

Astronomia On-line
30 Set 2020

 

A Lua de hoje – 20.Set.2018

Em que lua estamos?

Lua Crescente

A lua de hoje está 80.76% visível e está a crescer. Faltam 5 dias para a fase Lua Cheia.

Distância da Lua à Terra: 405.497.87 km
Idade da Lua: 10.50 dias
Fase da Lua: Crescente
Próxima fase da Lua: Lua Cheia
Visibilidade da Lua: 80.76%

 
20092018@20:10 (1ª. sessão)







20092018@20:10 (2ª. sessão)







[vasaioqrcode]
See also Blogs Spacenews and Lab Fotográfico

534: Marte aqui tão perto


Marte ao telescópio. Créditos: Christoph Ries


Há 15 anos que Marte não estava tão perto da Terra, e não voltará a estar até ao ano de 2035! A partir das 22:00, venha até à Quinta do Covelo, no Porto, para ver não só o planeta vermelho, como um eclipse da Lua (que já estará a decorrer ao anoitecer) e Saturno através dos telescópios do Planetário do Porto – Centro Ciência Viva.
A entrada é gratuita. Será feita pelo Centro de Educação Ambiental da Quinta do Covelo, no portão em frente ao nº330 da R. Álvaro de Castelões.
Esta é uma acção integrada no programa Ciência Viva no Verão em Rede 2018.
Mais informações

Duração:

2 horas

Entrada livre

Localização

Centro de Educação Ambiental da Quinta do Covelo
Portão em frente ao nº330 da R. Álvaro de Castelões.

Como chegar

Sair da VCI na saída Porto Centro/Paranhos. Seguir pela R. de São Veríssimo e R. Álvaro de Castelões até à Quinta do Covelo. Entrada pelo portão em frente ao nº330 da R. Álvaro de Castelões



[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[powr-hit-counter id=e7ccda54_1532261099549]

See also Blog

488: Efemérides Marcianas neste Verão

MOVIMENTO RETRÓGRADO

Marte irá inverter a sua trajectória no céu no dia 28 de Junho de 2018. Durante dois meses Marte terá movimento retrógrado de 28 de Junho a 28 de Agosto. Será possível ver Marte, um pouco antes da meia-noite, no céu a Sudeste, quase alinhado com os planetas Saturno e Júpiter, brilhará cada vez mais cedo a cada semana que passa.

Fig. 1 – Céu visível à 1h30min do dia 28 de junho em Lisboa mostrando os planetas Marte, Saturno e Júpiter.

Tabela com o nascimento, passagem meridiana, ocaso e magnitude do planeta MarteOPOSIÇÃO

No dia 27 de Julho de 2018 pelas 05 horas (hora legal de Portugal Continental e na Região autónoma da Madeira) Marte estará em oposição em que será visível durante toda a noite e observar-se-á mais brilhante e maior, encontrando-se no céu nocturno a brilhar com uma magnitude de -2,8 na constelação de Capricórnio. Neste dia, ocorre um evento celeste raro, é quando o planeta vermelho Marte estará alinhado em uma linha recta com o Sol e a Terra.

Este alinhamento cósmico, chamado oposição de Marte ocorre a cada 778 dias ou de dois anos, um mês e 18 dias. A Terra viaja mais rápido, pois encontra-se mais perto do Sol, completando uma volta em 365,25 dias, enquanto Marte é mais distante do Sol e leva 687 dias para viajar.

Vénus e a Terra são alguns planetas que viajam em círculos quase perfeitos, enquanto outros planetas, como Marte e Mercúrio viajam em órbitas mais excêntricas ou elípticas.

Depois de cinco dias da ocorrência deste evento da oposição de Marte, o planeta vermelho Marte estará à distância mínima da Terra.

DISTÂNCIA MÍNIMA DA TERRA

No dia 31 de Julho, Marte estará muito perto de nós!

No período da manhã de dia 31, mais precisamente às 08h48min (em Portugal continental), Marte estará à distância mínima da Terra. A esta hora não será possível observar Marte, pois nesse preciso momento estará abaixo do horizonte.

Marte nasce mais cedo às 20h55min no início da noite, e põe-se de manhã às 06h01min altura em que se deixa de ver. Observar-se-á Marte durante toda a noite como um objecto brilhante avermelhado! O planeta Marte estará mais próximo da Terra e, por isso mesmo, mais brilhante. Este fenómeno acontece de 26 em 26 meses, sempre que a Terra ultrapassa Marte no movimento de translação em torno do Sol (o nosso planeta é mais rápido neste movimento).

Assim, Marte estará aproximadamente apenas a 57,6 milhões de quilómetros da Terra. Será a maior aproximação à Terra desde Agosto de 2003!


OAL – Observatório Astronómico de Lisboa
26 Jun 2018



[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[powr-hit-counter id=923a55b7_1530098960400]

482: Filtro Celestron para observação de Marte

Filtro Celestron para observação de Marte para oculares de 1,25″

O filtro CELESTRON para observação do planeta Marte combina as vantagens dos filtros vermelhos e azuis num único filtro para aportar um melhor contraste para assim verem-se muitos mais detalhes na superfície de Marte sem que por isso se sacrifique luminosidade. O resultado é espectacular com imagens mais brilhantes e de maior contraste. Este cristal de alta qualidade possui múltiplos tratamentos ópticos para optimizar a transmissão de luz em determinadas longitudes de onda para que ressaltem os detalhes de Marte ao nosso olho.

Este filtro Celestron para observação de Marte reduz los reflexos e o resplendor, incrementando assim o contraste graças ao filtrado selectivo, e reduzindo a fadiga ocular. Para colocar o filtro num ocular de 1,25″ simplesmente deve ser roscado na parte inferior do barril de 1,25″.

Características técnicas:

  • Filtro fabricado com cristal de primeira qualidade com múltiplas capas de tratamentos ópticos para maximizar a transmissão nas longitudes de onda onde se apreciam más os detalhes na superfície de Marte.
  • Filtro com uma estrutura de metal para garantir a sua durabilidade.

Dados e evolução sobre a Oposição de Marte ao largo dos próximos meses:

Prepare-se para ver Marte com um detalhe incrível. Aproveite este Verão de 2018 já que verá que o brilho de Marte incrementar-se-á notavelmente sobretudo a partir de princípios de Julho até princípios de Setembro. A melhor noite para observação de Marte será a do dia 28 de Julho de 2018.

A oposição de Marte será uma oposição perihélica o que significa que tanto a Terra como Marte estarão muito próximos do Sol e isso fará que seja uma situação ideal para fazer fotografias de Marte. A última oposição de Marte foi n ano de 2003 e a próxima oposição com estas características tão favoráveis não voltarão a repetir-se até ao ano 2.050…. Portanto, no deixe passar esta oportunidade. Equipe bem o seu telescópio para não deixar passar este espectáculo.

Para ter uma ideia da importância desta efeméride, deixo uns detalhes que são muito ilustrativos: em oposição, Marte será 1,8 vezes mais brilhante que Júpiter e o 4º objecto mais brilhante no céu depois do Sol, a Lua e Vénus.



[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[powr-hit-counter id=17c815a1_1529796565574]