A Lua de hoje – 19.Ago.2018

Em que lua estamos?

Lua Crescente

A lua de hoje está 61.11% visível e está a crescer. Faltam 7 dias para a fase Lua Cheia.

Distância da Lua à Terra: 396.819.05 km
Idade da Lua: 8.44 dias
Fase da Lua: Crescente
Próxima fase da Lua: Lua Cheia
Visibilidade da Lua: 61.11%

 

Hoje, utilizei a Nikon Coolpix B500 e a Canon 760D + teleobjectiva catadióptrica Samyang 500mm + conversor 2x Dörr que elevou a DF da Samyang para 1.000mm.

Dado que este último equipamento é bastante pesado (câmara+Grip com duas baterias+Samyang+conversor), o melhor tripé que tenho não é que não aguente (ainda dava para mais) mas acusa a falta de estabilização, dado que com uma DF de 1.000mm, basta um leve toque na câmara ou mesmo quando se pretende atingir o foco, a imagem treme por todos os lados, não permitindo uma focagem correcta.

Por isso a minha ideia, que se mantém, de um tripé azimutal que permite movimentos suaves no conjunto fotográfico, além de ficar montado num dovetail que provoca uma maior rigidez ao conjunto.

A imagem seguinte é demonstrativa da falta de estabilidade do tripé fotográfico, apesar de ser captada com um disparador remoto que não perturba o movimento:

Já o mesmo não acontece com a Nikon B500 porque, no mesmo tripé, a focagem é em modo auto, modo Scene Lua e com temporizador 2″, sendo que esta câmara é bastante leve.










[vasaioqrcode]
[powr-hit-counter id=7defbff6_1534776439275]
See also Blog Spacenews

412: 1,25" Dielectric star Diagonal

 

Através do Grupo Compra/venda-Astronomia Ibérica do Facebook, consegui uma diagonal dieléctrica 1,25″ Canadian.- telescopes.com, como nova. Se o tempo permitir, logo de madrugada vou testá-la com os SkyWatcher ∅80/400mm e ∅127/1500mm.

No Piggyback do SW 80/400mm, instalei uma rótula de bola Genesis ABH-36, modelo Arca-Swiss, com sistema duplo de nível de borbulha, que já tinha, para dar mais rapidez, segurança e fiabilidade ao conjunto Canon 760D + tele-objectivas. Esta rótula pesa 365 gramas.

Actualmente e depois de ter desistido (temporariamente) do refractor Bresser-Messier AR 102/1000mm, o actual setup para fotografia lunar via telescópios, será este:

Mas também vou fazer prevalecer a fotografia lunar via super tele-objectivas Samyang, como já fazia antes de ter os telescópios. O setup do Mak 127/1500mm, do refractor 80/400mm e da DSLR poderá parecer exagerado para quem não está habituado a este tipo de configurações, mas podem crer que, este tipo de setup, é o chamado 3 em 1, ou seja, com uma montagem equatorial, tenho 3 fontes de captura perfeitamente alinhadas, sem ter de andar à procura da Lua com cada uma delas.







[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[powr-hit-counter id=ffde0e13_1524743746735]

 

411: Sessão lunar 26.Abr.2018

 

26042018@03:00 a.m.: céu com alguma nebulosidade, Lua a 85% o que vai dissipando o relevo das crateras pela forte iluminação vinda do Sol. Daqui para a frente nem vale a pena continuar a fotografar dado que é um disco branco sem relevo considerável.

Aliás, estou a considerar abandonar completamente a fotografia lunar via telescópios dado que as minhas várias tele-objectivas fotográficas de 500 a 2600mm, dão conta do trabalho, muito menos pesadas e com maior facilidade de manobra e transporte.

Encontra-se em vista uma Nikon Coolpix B700 ou uma Nikon Coolpix P900 que possuem fantásticos zoom’s digitais para este tipo de trabalho de astrofotografia lunar.

A sessão de hoje não me satisfez completamente, foi medíocre, dado não só pelas condições atmosféricas como pela própria fase da Lua. Não compensou o ter acordado às 03:00 a.m. e ter perdido uma hora na sessão. Ficam as imagens:









Imagens acima obtidas com:

  • Câmara Canon EOS 760D
  • Disparador remoto Canon RS-60E3
  • Super tele-objectiva Samyang catadióptrica ∅95mm DF 500~1000mm f/6.3
  • Super tele-objectiva Samyang ∅95mm DF 650~2600mm f/8.0-16.0
  • Telescópio SkyWatcher reflector Maksutov ∅127/1500mm
  • Telescópio SkyWatcher refractor ∅80/400mm
  • Montagem Equatorial SW EQ3-2 com 2 contrapesos Baader 2kg na dovetail
  • DX steel tube field tripod for astronomical mounts – Vixen Level
  • Buscador Skywatcher 9×50 com retícula iluminada
  • Filtro planetário #8
  • Filtro Explore Scientific ND-0.9 1,25″
  • Diagonal dieléctrica GSO 90º 2″
  • Ocular de projecção GSO CPL Super Plossl ∅42mm 2″
  • Ocular Vixen ∅25mm 1.25″
  • Anel T2 de baixo perfil e anel T2 standard





[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[powr-hit-counter id=28e4fa5e_1524734738630]

 
 

360: Setup em 15.Mar.2018

Hoje, deu-me para montar o meu estúdio fotográfico (background e projectores de estúdio) para fazer uns bonecos relacionados com o meu actual setup astronómico (de baixo perfil).

Não há Lua para fotografar, vem  o Sol, vai-se o Sol, vem a chuva e a ventania, vai-se a chuva e a ventania, nem tenho andado a par da actual fase lunar porque à noite, o estado do tempo é uma autêntica anemia. Por isso, há que matar o tempo com outras coisas que também se encontram ligadas à fotografia.

Assim, aqui fica o trabalho de hoje:




Equipamento astro-fotográfico:

  • Tubo óptico catadióptrico Skywatcher Maksutov-Cassegrain ∅127/1500mm
  • Diagonal dieléctrica 90º GSO de 2″
  • Ocular GSO CPL ∅42mm Super View Camera Project de 2″
  • Buscador Skywatcher 9x ∅50mm de 90º com retícula
  • Braçadeiras ∅140mm para tubo óptico com piggyback para DSLR (¹)
  • Montagem Equatorial alemã Skywatcher EQ3-2
  • Tripé em aço para montagem equatorial SW
  • Contrapeso de 1kg da Baader-Planetarium para dovetail
  • Câmara Canon 760D
  • Protecção Vidro Temperado para LCD da Canon 760D
  • Grip Canon BG-E18 com duas baterias
  • Tele-objectiva catadióptrica Samyang ∅95mm – DF1000mm f/6.3
  • Para-sol Samyang PH-095S para tele-objectiva Samyang 500mm
  • DHG Filter Dörr UV ∅95mm
  • VOKING ViewFinder LCD VK-VF1

(¹) vão ser substituídas por outras de ∅144mm


[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[powr-hit-counter id=6060d0bd_1521121631196]

 

280: Sessão lunar 23.Jan.2018 (1ª. parte)

Sessão com Canon EOS 760D
Teleobjectiva Samyang 500mm F6.3 catadióptrica
Dorr 2x (1000mm)
Filtro UV 95mm
Comando remoto Canon
Tripé Cullmann com cabeça vídeo Sirui
(ainda com Sol)

Mais logo, a sessão com o Mak (2ª. parte)






[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[powr-hit-counter id=57df3dbc_1516737957886]

 

213: Sessão lunar 05.Dez.2017

Céu limpo, Lua a 92%, hoje foi dia de tele-objectiva, o Mak descansou…






Imagens obtidas com:

  • Câmara Canon EOS 760D
  • Tele objectiva Samyang 500mm
  • Filtro UV ∅95mm
  • Conversor 2x Dörr
  • Montagem Equatorial SW EQ3-2
  • Disparador remoto Canon




[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[powr-hit-counter id=554cbbac_1512520108040]

 

201: Engenhocas

 

Tenho bons tripés fotográficos, aliás, a um deles devido a possuir um gancho na coluna central, adaptei os contra-pesos da montagem equatorial EQ3-2 a este tripé com um vídeo que aqui publiquei, o que faz estabilizar a câmara quando utilizada com tele-objectivas de grande porte como as minhas Samyang de 500mm e de 650-1300mm.

Mesmo assim, não me dou completamente satisfeito com a solução e olhando para as montagens fotográficas que possuo, pensei utilizar o Quick Release Plate Sirui TY-350 na EQ3-2 dado que o tripé desta montagem, não sendo dos mais estabilizados, possui maiores condições de equilíbrio para utilizar este tipo de conjunto câmara-tele-objectivas.

E dado o tipo de configuração Arca-Swiss (fotograficamente falando) do rail, este ajustou-se perfeitamente onde encaixa a dovetail do tubo óptico. E o resultado é este:



Contudo, esta cabeça de rótula Genesis ABH-36 (máx. 10Kg), será substituída por uma Sirui K-30X que “aguenta” com uma carga máxima de 30Kg.



[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[yasr_visitor_votes size=”medium”]

[powr-hit-counter id=2296a7a9_1512056345089]

 

171: Sessão lunar 05.Nov.2017

 

Parece ser moda, actualmente, as empresas não responderem às questões colocadas pelos seus clientes, ou então demoram tanto tempo (dias) na resposta, que o cliente vê-se “obrigado” a procurar outras fontes, ou então é alguma norma que deve ter saído de um qualquer Decreto-Lei estapafúrdio como muitos que vagueiam por aí, mas depois não se admirem que esses clientes vão bater a outras portas…

Mas não devia admirar-me porque uma licenciada em comunicação social, quando lhe referenciei a ausência a uma resposta – isto, a nível puramente particular -, respondeu-me que as empresas levam até sete dias a responder… Claro! Fiquei esclarecido. Mas vamos ao que realmente interessa.

Hoje, com o céu limpo e a Lua a 96% em minguante, sai mais uma sessão dupla: com tele-objectiva 500mm e Mak 127/1500.



Imagens obtidas com:

  • Câmara Canon EOS 760D com controlo de disparo wireless MeiKe mk-rc6
  • Tele-objectiva Samyang 500mm f/6.3 com anel T2
  • Filtro UV Dörr DHG Pro ∅95mm
  • Tripé Cullmann Revomax 535 RB 7.3
  • Rail Sirui TY-350
  • Cabeça de vídeo Sirui VH-10
  • Cabeça Panorâmica Genesis IR-55QR
  • Viewfinder Voking VK-VF1



Montagem fotográfica


Imagens obtidas com:

  • Câmara Canon EOS 760D
  • Telescópio Skywatcher Mak 127/1500mm
  • Montagem Equatorial SW EQ3-2
  • Ocular NPL 25mm Vixen 50º MC
  • Diagonal 45º
  • Buscador Skywatcher 9×50 com retícula iluminada
  • Filtro Light Yellow #8
  • Powermate Televue 2.5x (Barlow)














[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[yasr_visitor_votes size=”medium”]

[powr-hit-counter id=fcb173f3_1509929401046]

 
 

162: Sessão lunar de 29.Out.2017

 

Hoje, não é uma mas duas sessões. Fiz há pouco, cerca das 18:00 horas, com luz de dia mas com a tele-objectiva Samyang 500mm (descrição nas imagens). Logo à noite, virá a segunda sessão mas com o telescópio Mak 127. Ficam as imagens da tarde:







Sessão da noite:
As imagens abaixo foram captadas com:

  • Telescópio Skywatcher Mak 127/1500 + montagem equatorial SW EQ3-2
  • Com e sem diagonal 45º
  • Filtro Light Yellow #8
  • Com e sem lente Powermate Televue 2,5x (Barlow)
  • Focagem com Skywatcher buscador 9×50 com retícula iluminada e ocular GSO SuperView 15mm WideView
  • Câmara Canon EOS 760D com grip e controlo remoto Canon











[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[yasr_visitor_votes size=”medium”]

[powr-hit-counter id=89161a32_1509303963517]

 

151: Sessão lunar 24.Out.2017

 

Antes de iniciar a reportagem da sessão lunar de hoje, lamento o facto de ter recebido hoje, da Alemanha, uma máscara de Bahtinov – a que estava à espera há mais de uma semana -, com uma embalagem incrivelmente martelada (parece ter levado um pontapé ou coisa parecida) e um produto que, tendo custado € 31,00, nem metade desse preço vale. Ficam as imagens do deplorável acontecimento:



E a máscara de Bahtinov em plástico – a outra que mandei vir de Espanha é em metal, embora tivesse de efectuar adaptação para segurar ao tubo Mak 127 -, mas esta que veio hoje revestida com papel que não sei se é para tirar porque não o consegui fazer (estou à espera que a empresa em Portugal me diga como é):

Uma autêntica miséria em termos de qualidade e de sistema de logística, quer na origem, quer na transportadora (e este artigo veio directamente da Alemanha, embora seja made in China!). Mas vamos às imagens de hoje, divididas pelo Mak 127 e pela teleobjectiva fotográfica Samyang 500mm:











[vasaioqrcode]

[SlideDeck2 id=1831]

[yasr_visitor_votes size=”medium”]

[powr-hit-counter id=bcbe3cac_1508878319235]