1275: 25.Jul.2020@21:07

Lisbon, Portugal
Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Julho 2020

 

Moon: 32.2%

Waxing Crescent

Current Time: 25 de Jul de 2020, 23:16:45
Moon Direction: 260,96° W
Moon Altitude: 9,93°
Moon Distance: 368.551 km
Next Full Moon: 3 de Ago de 2020 16:58
Next New Moon: 19 de Ago de 2020 3:41
Next Moonset: Tomorrow 0:12

 

25072020@21:07

Bastante turbulência atmosférica

 

Avatar

 

1271: Cometa C/2020 F3 (NEOWISE) visível em Portugal

A imagem espectacular do cometa C/2020 F3 (NEOWISE) de Bill Dunford/NASA visível ao anoitecer em 9 de Julho de 2020 no Deer Valley, Utah.

A grande noticia do momento para os entusiastas da observação do céu, é a aproximação de um cometa que já é actualmente visível a olho nu.

Trata-se do cometa C/2020 F3, mais conhecido como NEOWISE. Este cometa foi descoberto muito recentemente, em 27 de Março de 2020, pelo telescópio espacial WISE da NASA. Este telescópio, que opera no infravermelho, tinha já há vários anos terminado a sua missão e sido posto a hibernar. Mais tarde foi reactivado e opera agora numa nova missão de vigilância a objectos que se aproximem da Terra (Near-Earth Objects), tendo a nova missão recebido o nome de NEOWISE, o que explica o nome dado ao cometa.

O NEOWISE é um cometa de movimento orbital retrógrado, que provavelmente vem da nuvem de Oort, nos confins do sistema solar. Percorre uma trajectória quase parabólica, isto é, uma trajectória elíptica de extrema excentricidade, e com período muito longo (cerca de 7000 anos), quase conseguindo escapar do sistema solar. O diâmetro do seu núcleo foi estimado em cerca de 5 Km.

Desde final de Junho que começou a ter magnitude aparente que lhe permitiria ser visível a olho nu. No entanto a sua observação era muito difícil por se encontrar num azimute próximo do do sol. O seu periélio (ponto mais próximo do sol) ocorreu no dia 3 de Julho de 2020, quando passou a 0,29 UA do sol. Vai-se agora afastando do sol, e na sua viagem para o sistema solar exterior vai passar a 0,693 UA (cerca de 100 milhões de quilómetros) da Terra no dia 23 de Julho (o ponto mais próximo a que passará da Terra).

Neste momento o cometa tem uma magnitude de 2,5, sendo portanto possível a sua observação a olho nu. Encontra-se actualmente na constelação de Lince, deslocando-se depois para a constelação da Ursa Maior e mais tarde para as constelações da Cabeleireira de Berenice, Virgem e Boieiro. As melhores condições de visibilidade ocorrerão no hemisfério norte. Em Portugal, todos os apaixonados por astronomia têm duas excelentes ocasiões para o poder ver a cada dia: ao amanhecer e ainda ao anoitecer. Ao amanhecer o cometa será visível na direcção nordeste até somente o dia 21 de Julho de 2020, quando não poderá ser observado por se encontrar abaixo do horizonte. Ao anoitecer, a melhor ocasião para a sua observação ocorrerá pelas 22 horas na direcção noroeste. Actualmente o cometa encontra-se visível muito perto do horizonte ao anoitecer, dificultando a sua observação, mas felizmente com o passar dos dias o cometa estará visível cada vez mais alto no céu nocturno.

Ver abaixo as tabelas com a informação sobre a visibilidade do cometa C/2020 F3 (NEOWISE) ao anoitecer (pelas 22h00) e ao amanhecer (pelas 06h00) em Lisboa. Consulte as tabelas com a informação sobre a visibilidade do cometa em Funchal e Ponta Delgada.

Consulte aqui mais informação sobre a visibilidade do cometa C/2020 F3 (NEOWISE).

14 Jul 2020
OAL – Observatório Astronómico de Lisboa

 

Avatar

 

Alpha Centauri – Associação de Astronomia

CIÊNCIA/ASTRONOMIA

Deixo-vos com mais um registo do cometa Neowise, desta vez junto ao maior radiotelescópio da estação de Porto da Balsa, em Fajão.

Gostavam de ter oportunidade de fotografar neste sitio? Então inscrevam-se no workshop, dias 18 e 19 de Julho: https://facebook.com/events/s/workshop-de-astrofotografia-de/665571297358254/?ti=cl — em Fajão, Coimbra, Portugal.

12/07/2020

 

Avatar

 

1263: 04.Jul.2020@22:25

Lisbon, Portugal
Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Julho 2020

 

Moon: 99.9%

Full Moon

Current Time: 5 de Jul de 2020, 0:28:58
Moon Direction: 164,64° SSE
Moon Altitude: 24,78°
Moon Distance: 378.297 km
Next Full Moon: 5 de Jul de 2020 5:44
Next New Moon: 20 de Jul de 2020 18:32
Next Moonset: Today 6:18

 

Stellarium

04072020@22:25

Disco lunar quase a 100%, completamente iluminado pela luz solar e a pior altura para captar imagens dado que não se nota o relevo das crateras lunares. As imagens foram captadas com o telescópio Skywatcher Maksutov-Cassegrain 127/1500mm, utilizando uma ocular Barlow Tele Vue Powermate 2.5x, alterando a DF do Mak para 3.750mm.

 

Avatar

 

1261: Eclipse Penumbral da Lua, em 5 de Julho de 2020

CIÊNCIA/ASTRONOMIA

Eclipse penumbral da lua, em 5 de Julho de 2020

Fig. 1 – Máximo do Eclipse Penumbral da Lua às 05:30 horas do dia 5 de Julho em Lisboa mostrando a constelação de Sagitário e os planetas Júpiter e Saturno. (Clique na imagem para obter maior resolução.)

Este eclipse penumbral será visível a partir da Antárctida, Europa Ocidental, África, América do Sul, América do Norte, Oceano Atlântico e Oceano Pacífico Oriental.

Grandeza da penumbra do eclipse = 0.380 considerando o diâmetro da lua como unidade.

Em Portugal continental, a lua entra na Penumbra pelas 04h04 numa altura em que ainda está bem baixa no horizonte (altura da lua=15º) e com o azimute de 215 º (contado de Norte para Este). Nesta ocasião a lua encontra-se muito próxima de Júpiter e Saturno fica ligeiramente acima na constelação de Sagitário na direcção Sudoeste. O máximo do eclipse ocorre pelas 05h30. A duração do eclipse é de 1h26 e apresenta uma ligeira variação do brilho da lua que dificilmente é notada. O ocaso da lua ocorre pelas 06h18, a partir desta altura não será possível observar a lua a sair da Penumbra, por este fenómeno ocorrer mais tarde pelas 06h56. (ver tabela abaixo, com os detalhes do eclipse para as várias cidades)

O eclipse penumbral da Lua é um fenómeno astronómico que ocorre quando a Lua entra na região da penumbra da Terra, e resulta numa variação do brilho da Lua que dificilmente é notada. Isto sucede quando a Lua, em fase de Lua cheia, passa nos seus nodos ou na sua proximidade.

OAL – Observatório Astronómico de Lisboa
30 Jun 2020

 

Avatar

 

1251: 24.Jun.2020

Lisbon, Portugal
Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Junho 2020

 

Moon: 14.4%

Waxing Crescent

Current Time: 24 de Jun de 2020, 22:19:47
Moon Direction: 280,41° W
Moon Altitude: 17,06°
Moon Distance: 376.109 km
Next Full Moon: 5 de Jul de 2020 5:44
Next New Moon: 20 de Jul de 2020 18:32
Next Moonset: Today 23:58

 

Stellarium

24062020@20:30

Bastante poluição atmosférica, causando perturbações na focagem das objectivas.

 

Avatar

 

1248: 09.Jun.2020

Lisbon, Portugal
Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Junho 2020

 

Moon: 87.7%

Waning Gibbous

Current Time: 9 de Jun de 2020, 1:15:23
Moon Direction: 133,73° SE
Moon Altitude: 11,86°
Moon Distance: 384.384 km
Next New Moon: 21 de Jun de 2020 7:41
Next Full Moon: 5 de Jul de 2020 5:44
Next Moonset: Today 9:36

 

Stellarium

09062020@01:18

09062020@02:28

 

Avatar

 

1247: O céu nocturno de Junho em 2020

Todos os planetas visíveis a olho nu podem ser observados no céu noturno de Junho de 2020

Mercúrio será visível ao anoitecer até dia 22 na constelação de Gémeos. Encontra-se na direcção Noroeste.  A sua magnitude no inicio do mês varia de 0,0 a 3,0. Consulte aqui toda a informação sobre a “Observação de Mercúrio” e sobre a “Visibilidade de Mercúrio em 2020”.

Vénus será visível ao amanhecer na constelação de Touro.  A sua magnitude no inicio do mês varia de -3,6 a -4,4.

Marte será visível durante a noite na constelação de Aquário, movendo-se depois para a constelação de Peixes, a sua tonalidade avermelhada auxiliará a sua identificação. Encontra-se na direcção Sudeste. A sua magnitude ao longo do mês varia de 0,0 a -0,5.

Júpiter será visível durante toda a noite na constelação de Sagitário. Encontra-se na direcção Sudeste. A sua magnitude ao longo do mês varia de -2,6 a -2,7.

Saturno será visível durante toda a noite na constelação de Capricórnio. No dia 9, Saturno estará a 3°N da Lua pelas 3h. Encontra-se na direcção Sudeste. A sua magnitude ao longo do mês varia de 0,4 a 0,2.

Fig. 1 – Céu visível às 22:00 horas do dia 1 de Junho em Lisboa mostrando as estrelas mais brilhantes: Arcturo, Vega. e Capela.

Fig. 2 – Céu visível às 05:00 horas do dia 1 de Junho em Lisboa mostrando os planetas Marte, Júpiter e Saturno.

Tabela do nascimento, passagem meridiana e ocaso dos planetas.

Úrano e Neptuno também visíveis no céu nocturno de Junho

Úrano, estará visível na constelação de Peixes e Neptuno estará visível na constelação de Aquário, onde permanecerá durante todo o resto do ano. Os planetas Úrano e Neptuno terão de ser observados com telescópio, já que nunca são visíveis à vista desarmada.

Para obter mais informação sobre a “Visibilidade dos Planetas” consulte no nosso site a página Almanaques/Dados de 2020/ Visibilidade dos Planetas em 2020 e consulte também a tabela Nascimento, Passagem Meridiana e Ocaso dos planetas (Lisboa).

A chuva de meteoros das Ariétidas, das ζ Perseidas, das β Táuridas e dos Bootídeos de Junho em Junho

Nesta altura ocorrem as chuvas de meteoros diurnas: Ariétidas, a famosa ζ Perseidas e as β Táuridas. Tanto a constelação de Carneiro, como as de Perseu e do Touro encontram-se próximas do Sol, e isso faz com que estas chuvas de meteoros sejam difíceis de se verem a olho nu. Alguns dos primeiros meteoros são visíveis no momento das primeiras horas da manhã, geralmente uma hora antes do amanhecer.

Ver tabela mais abaixo para obter informações sobre os períodos de visibilidade e as datas de máxima actividade para cada uma destas chuvas de meteoros.

Em 2006, a IMO (International Meteor Organization) decidiu definir uma série de chuvas de meteoros conhecidas sob a designação ANT (The Antihelion Source).

O ANT é uma grande área, aproximadamente oval, com extensão de 30◦ em ascensão recta e 15◦ em declinação, centrado num ponto cerca de 12◦ a leste do ponto da oposição solar sobre a eclíptica, daí o seu nome. Não é uma verdadeira chuva de meteoros (e portanto não tem um número oficial de chuva de meteoros do IAU), mas é sim uma região do céu em que um número variável, embora baixo, de chuva de meteoros secundários activos têm os seus radiantes.

Fig. 3 (figura do IMO) mostra os radiantes entre maio a Julho, o radiante do ANT em Junho encontra-se na constelação de Sagitário.

Para além das chuvas de meteoros diurnas, nesta ocasião a Terra também cruza a órbita do cometa 7P/Pons-Winnecke e são os restos deste cometa os responsáveis pela chuva de meteoros dos Bootídeos de Junho. O nome desta chuva de meteoros resulta dos traços das suas estrelas cadentes nos parecerem sair dum ponto da constelação do Boieiro (o radiante).

A sua actividade decorre entre 22 de Junho a 2 de Julho e a actividade máxima decorre no dia 27 de Junho pelas 23 horas, não há previsões para a THZ com a indicação do número de meteoros por hora. A observação da actividade máxima não será muito favorável, pois nesta ocasião o céu também está iluminado pelo crescente luar, uma vez que o instante de fase de Quarto Crescente ocorre no dia 28 de Junho pelas 09:16 horas. A constelação do Boieiro será visível ao anoitecer e até às 4 horas da madrugada.

Fig. 4 – Céu visível às 23:00 horas do dia 27 de Junho em Lisboa mostrando a constelação do Boieiro e os planetas Marte, Saturno e Júpiter. (Clique na imagem para obter maior resolução.)

Tabela com a informação sobre as chuvas de meteoros das Ariétidas, das ζ Perseidas, das β Táuridas e dos Bootídeos de Junho em Junho

Para obter mais informação sobre “Enxames de meteoroides”, e também um a pequena informação sobre a história deste enxame, consulte no nosso site a página Enxames de Meteoroides.

Fases da Lua em Junho

Como é bem conhecido, as fases da lua são determinadas pelas posições relativas do sistema sol-lua-terra. À medida que a lua se move à volta da Terra, ambos os astros progridem à volta do sol, ocorrendo todos os meses Lua Cheia quando há um alinhamento do tipo Sol–Terra–Lua. A Lua Nova ocorre quando há um alinhamento do tipo Sol–Lua–Terra e nas posições intermédias ocorrem o Quarto Crescente e Quarto Minguante. O período que a lua demora para passar pela mesma fase é de 29,5 dias, conhecido como mês sinódico (ou uma lunação).

Fig. 5 – A órbita lunar com excentricidade aproximada, para mostrar o conceito.

Para obter mais informação sobre as “Fases da Lua” consulte no nosso site a página Almanaques/Dados de 2020/ Fases da Lua e consulte também a tabela Nascimento, e Ocaso da Lua (Lisboa).

A órbita lunar em Junho

A órbita da lua é aproximadamente uma elipse de excentricidade média 5,5%. A lua demora 27,3 dias a completar a translação (um mês lunar). A órbita elíptica faz com que a lua ora esteja mais perto, ora mais longe da Terra. O ponto orbital mais próximo da Terra é denominado Perigeu e o ponto mais afastado chama-se Apogeu. A distância média Terra-Lua é <dTL>= 384.400 km. A tabela abaixo indica os instantes do apogeu e perigeu lunar com a distância da Terra à Lua em unidades de RT (Raio Terrestre).

Fig. 6 – A órbita lunar com excentricidade muito exagerada, para mostrar o conceito.

Tabela com a informação sobre o Apogeu e Perigeu lunar

Para obter mais informação sobre o “Apogeu e Perigeu lunar” consulte no nosso site a página Almanaques/Dados de 2020/ Apogeu/Perigeu lunar e consulte também a tabela Apogeu/Perigeu lunares e distâncias Terra-Lua.

31 Mai 2020

 

Avatar

 

1244: Fenómeno raro: esta sexta-feira começa a “Lua de Morango”, que dura três dias

ASTRONOMIA

Lua cheia em Junho é sinal de “Lua de Morango”. Saiba porquê e quando a pode ver.

Não, a lua não vai ficar vermelha nem com a forma de um morango. O que vai acontecer é que vai estar em fase lua cheia durante três dias e este fenómeno pode ser visto a partir das 20h12 desta sexta-feira, 5 de Junho, altura em que a lua atinge a maior forma. O satélite natural da Terra vai ser visível toda a tarde, sendo que o pôr-do-sol ocorre às 21h11.

“A Lua vai aparecer cheia durante três dias, desde o início de quinta-feira até ao início da manhã de domingo”, explica a NASA no site oficial.

E o que é que toda esta explicação tem que ver com o facto de o fenómeno se chamar “Lua de Morango”? Ora, tudo. Junho é tradicionalmente o mês da colheita de morangos e assim ficou conhecida a lua pelos nativos americanos.

“O almanaque ‘Maine Farmer’ publicou pela primeira vez os nomes indianos para as luas cheias da década de 1930. Segundo esse almanaque, a lua cheia em Junho ou a última lua cheia da primavera é conhecida como ‘Lua de Morango’, um nome universal para quase todas as tribos nativas americanas”, explicou Gordon Johnston, trabalhador da NASA. “O nome vem da estação relativamente curta para a colheita de morangos no nordeste da América do Norte”.

Mas esta lua cheia pode ter outros nomes bem interessantes. “Também pode ser chamada de ‘Lua de Hidromel’ ou ‘Lua de Mel’. O hidromel é uma bebida criada pela fermentação do mel misturado com água, às vezes com frutas, especiarias, grãos ou lúpulo. A tradição de chamar o primeiro mês de casamento de ‘Lua de Mel’ remonta ao ano 1500 e pode estar relacionado com esta lua cheia, seja por causa do costume de casar em Junho ou porque a ‘Lua de Mel’ seria a lua ‘mais doce’ do ano”.

MAGG
Mariana Leão Costa
4 Jun 2020 12:35

 

Avatar

 

1240: 29.Mai.2020

Lisbon, Portugal
Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Maio 2020

 

Moon: 48.3%

First Quarter

Current Time: 30 de Mai de 2020, 0:38:45
Moon Direction: 270,22° W
Moon Altitude: 20,71°
Moon Distance: 372.765 km
Next Full Moon: 5 de Jun de 2020 20:12
Next New Moon: 21 de Jun de 2020 7:41
Next Moonset: Today 2:33

 

Stellarium

29052020@23:14

Céu com  alguma nebulosidade, não permitindo nitidez nas imagens

 

Avatar