1413: Conjunção de Mercúrio e Júpiter

Fig. 1 – Céu visível às 06:15 horas do dia 5 de Março em Lisboa, na direcção sudeste, mostrando a grande aproximação dos dois planetas: Mercúrio e Júpiter.

Neste mês de Março ocorre a conjunção planetária entre os dois planetas Mercúrio e Júpiter, ou seja, o momento em que os dois planetas estão com a mesma ascensão recta. O fenómeno astronómico ocorrerá já na próxima sexta-feira, dia 5 de Março de 2021 pelas 7 horas, quando Mercúrio estará a 0,3°N de Júpiter. Em Portugal não será possível observá-los nesse preciso momento, porque ocorre poucos instantes antes do nascimento do sol, durante o crepúsculo civil, quando o céu já está relativamente brilhante.

Uma hora antes, pouco antes das 6 horas, dá-se o momento do apulso entre Mercúrio e Júpiter, que corresponde ao instante da maior aproximação entre os planetas, ou seja, quando estão no céu com a menor separação angular. O momento exacto ocorre com os planetas abaixo do horizonte. No entanto, a partir das 6 horas, com ambos os planetas  já acima do horizonte será possível observá-los ainda próximos (separados por menos de 20 minutos de arco) enquanto o céu vai clareando.

Esta é uma boa oportunidade para conseguir observar Mercúrio, porque Júpiter servirá de referência para o localizar. Os dois planetas estarão visíveis acima do horizonte Sudeste durante 42 minutos antes do crepúsculo civil, em que deixarão de ser visíveis com o início do dia claro.  Abaixo está a tabela com os instantes do nascimento do Sol, Mercúrio e Júpiter. O planeta Júpiter será visível muito brilhante ao lado de Mercúrio no azimute 70º contado de Sul para Este. Consulte também aqui toda a informação sobre a “Observação de Mercúrio” e sobre a “Visibilidade de Mercúrio em 2021”.

Os planetas vão-se depois afastando lentamente. Assim, os entusiastas da Astronomia terão nos próximos dias uma excelente ocasião para observá-los, conforme os planetas Mercúrio e Júpiter se aproximam e depois se afastam. Antes do dia 5, no céu observa-se Júpiter abaixo e à esquerda de Mercúrio, depois desse mesmo dia Júpiter ultrapassa-o ficando acima e à direita.

Na figura 2 mostra-se a evolução da separação angular entre os dois planetas ao longo de uma semana (entre os dias 3 e 10 de Março).

Fig. 2- Separação angular entre as 0 horas do dia 3-3-2021 e as 0 horas do dia 10-3-2021.

A figura 3 mostra a evolução da diferença de ascensão recta entre os dois planetas em segundos de arco. A linha vertical roxa indica o instante de nascimento de Mercúrio e a linha vertical laranja indica o instante do crepúsculo civil. O mínimo (diferença nula) define o momento de conjunção. Note-se ainda que no instante da conjunção, embora os planetas estejam na mesma ascensão recta, a sua separação angular é maior do que no apulso, ocorrido 50 minutos antes.

Fig. 3- Diferença da ascensão recta dos dois planetas entre as 5 horas e as 8 horas do dia 5-3-2021.

Na figura 4. mostra-se com mais detalhe a separação angular em minutos de arco na manhã de dia 5 de Março. A linha vertical roxa indica o instante de nascimento de Mercúrio e a linha vertical laranja indica o instante do crepúsculo civil. A separação mínima define o instante de apulso.

Fig. 4- Separação angular entre as 5 horas e as 8 horas do dia 5-3-2021.

Infelizmente, devido à pandemia, o OAL não vai organizar observações publicas com os seus telescópios.

OAL – Observatório Astronómico de Lisboa
1 Mar 2021